"Pony Club do Porto, Equitação Terapêutica, Porto, Pony, Club, Equitação, Terapêutica

"Pony Club do Porto, Equitação Terapêutica, Porto, Pony, Club, Equitação, Terapêutica

"Pony Club do Porto, Equitação Terapêutica, Porto, Pony, Club, Equitação, Terapêutica

Testemunhos
Histórias inspiradoras que mudam vidas
Nov 21, 2014
“O Guilherme tem 11 anos, tem Perturbação do Espectro do Autismo e Trissomia 18 em mosaico. Associado a isto, tem hipotonia muscular, princípio de obesidade e problemas na coluna.
Começou a Equitação Terapêutica em Setembro, e desde essa altura já apresenta evoluções importantes ao nível do equilíbrio, postura e fortalecimento da coluna, comprovadas pelos profissionais de saúde que o acompanham. Também já baixou o índice de massa corporal, uma vez que cresceu em altura sem ganhar peso. As sessões do Pony Club são aguardadas com expectativa todas as semanas, e usadas como recompensa por bons comportamentos. O convívio com o cavalo é agradável e ajuda a treinar a autonomia. O Gui costuma ser muito receoso com animais, mesmo os domésticos da família, no entanto não tem medo nenhum dos cavalos.
As terapeutas responsáveis são simpáticas, empáticas e muito profissionais.
O Pony Club do Porto veio tornar a equitação Terapêutica mais acessível a crianças cujas famílias já têm normalmente uma sobrecarga de despesas com terapias muito elevada, o que é altamente louvável.
Obrigada e um beijinho”
Nov 19, 2014
“A Leonor anda há um ano na hipoterapia no Pony Club e estamos muito contentes com a sua evolução. Durante este período adquiriu a marcha autónoma, teve uma evolução qualitativa e quantitativa a nível da fala muito positiva. Continua a evoluir e a fazer as aquisições, ainda que fora do tempo de uma criança da sua idade.
A intervenção precoce da Leonor inclui várias valências que têm contribuído para esta evolução tão positiva, mas gostava de partilhar uma surpresa que podemos atribuir em especial à Hipoterapia. Já esperávamos uma melhoria da postura e do tónus muscular mas nunca pensamos no controlo da baba.
A Leonor principalmente quando concentrada baba-se. Um problema menor podem pensar quando tentamos adquirir a marcha autónoma, mas é um pormenor muito importante na evolução social, pois os outros meninos, como crianças pequenas, comentam chegando a recusar partilhar os brinquedos pois "A Leonor vai babar tudo", podendo ser a causa da não inclusão e até afetar a auto-estima da criança. Pois quando a Leonor iniciou a hipoterapia passou a haver um maior controlo da baba, e se inicialmente consideramos que se tratava de uma evolução natural, a verdade é que quando entrou de férias de Natal voltou a piorar, quando retomou as aulas voltou a melhorar e atualmente tem o controlo total da saliva. Surpreendida comentei com a terapeuta da fala da Leonor que confirmou os benefícios diretos para os músculos faciais da Hipoterapia, não só no controlo da saliva mas também na dicção.”
Nov 13, 2014
“O nosso filho antes de iniciar no Pony Club não prestava atenção a nada. Agora consegue estar concentrado a realizar as tarefas pedidas pelas terapeutas.
No caso do Tiago as melhorias são fantásticas, agarra melhor os objetos, tem mais mobilidade nos membros superiores, já começa a dar os primeiros passos ainda que com apoio, mas a mais notória melhoria é o controlo de tronco e cabeça. Atualmente a postura do nosso filho em cima do pónei é incrível. Em pouco mais de 6 meses ele largou o colete que usava na sessão de equitação terapêutica.
Nesta casa deram-nos a mão com enorme sentido de solidariedade, paixão, dedicação e profissionalismo, o Pony Club cria-nos e acolhe-nos num ambiente familiar que nos ajuda tornar possível o nosso maior sonho... Ver o nosso filho vencer a paralisia cerebral.
Criamos desde sempre expectativas elevadas mas sempre com os pés bem assentes na terra mas, qual é o ser humano que não sonha?
Nesta nossa caminhada tudo tem valido a pena e neste caso estamos muito contentes com o trabalho e resultado.
Obrigado Pony Club do Porto por nos apoiar e amar.”
Nov 10, 2014
“O Vicente foi diagnosticado com uma perturbação do espetro autista aos 3 anos. Encontra-se a fazer equitação terapêutica há um ano, desde os 5 anos. É um menino com procura sensorial que diminui significativamente quando está em cima do pónei. No momento da aula, fica muito mais calmo e concentrado. Estamos muito satisfeitos e o Vicente adora a Cuqui e o Tião.”